Programando em Ruby

 30h
 Presencial

Descrição

Ruby é uma linguagem de programação interpretada multiparadigma, de tipagem dinâmica e forte, com gerenciamento de memória automático, originalmente planejada e desenvolvida no Japão para ser usada como linguagem de script.

Ruby suporta programação funcional, orientada a objetos, imperativa e reflexiva.

É a 5º linguagem mais popular no mundo

Por que aprender Ruby?

  • DRY – Don’t Repeat Yourself (não fique repetindo)
  • CoC – Convention over Configuration (Convenção acima de Configuração)
  • Comunidade ativa
  • Agilidade
  • Foco no negócio
  • A favorita das startups
  • Problemas grandes, soluções pequenas
  • O mundo esta usando Ruby On Rails


Conteúdo Pragmático

Ruby é uma linguagem de programação interpretada multiparadigma, de tipagem dinâmica e forte, com gerenciamento de memória automático, originalmente planejada e desenvolvida no Japão em 1995, por Yukihiro “Matz” Matsumoto, para ser usada como linguagem de script. Matz queria uma linguagem de script que fosse mais poderosa do que Perl, e mais orientada a objetos do que Python. Ruby suporta programação funcional, orientada a objetos, imperativa e reflexiva. Foi inspirada principalmente por Python, Perl, Smalltalk, Eiffel, Ada e Lisp, sendo muito similar em vários aspectos a Python. Ruby está entre as 10 linguagens mais populares, de acordo com uma pesquisa conduzida pela RedMonk.

A Sintaxe do Ruby é simples e exata. Sem necessidades de caracteres de término de uma instrução.

Exemplo :

if a ==“M1”
puts “Mensagem 1”
else
puts “Mensagem 2”
end</div>

Tags
No Ruby existem duas formas de tag as que são utilizadas para estruturas de controle, loops e outras características. Eles são inseridas no HTMl. Ao compilador ler os códigos, identificará que são instruções do Rails.

<% Código Ruby %> </div>
Exemplo :

<% for columEstado in Estado.content_columns %>
<%= columEstado.human_name %>
<%end%> </div>
E as tags que são utilizadas para retorno de alguma informação

<%= Código Ruby %> </div>
Exemplo:

<%= text_field ‘usuario’, ‘Nome’ %></div>

Métodos
Para você criar métodos é bem simples, veja a sintaxe a baixo:

def meu_metodo
end</div>

Comentários
O Ruby duas formas para identificar os comentários.

Utilizando
# um comentário de uma linha.

Para manter a praticidade, a linguagem possui algumas características interessantes:

  • A sintaxe é enxuta, quase não havendo necessidade de colchetes e outros caracteres.
  • Todas as variáveis são objetos, onde até os “tipos primitivos” (tais como inteiro, real, entre outros) são classes.
  • Estão disponíveis diversos métodos de geração de código em tempo real, como os “attribute accessors”.
  • Através do Ruby Gems, é possível instalar e atualizar bibliotecas com uma linha de comando, de maneira similar ao APT do Debian Linux.
  • Code blocks (blocos de código), ajudam o programador a passar um trecho de instruções para um método. A idéia é semelhante aos “callbacks” do Java, mas de uma forma extremamente simples e bem implementada.
  • Mixins, uma forma de emular a herança múltipla, sem cair nos seus problemas.
  • Tipagem dinâmica, mas forte. Isso significa que todas as variáveis devem ter um tipo (fazer parte de uma classe), mas a classe pode ser alterada dinamicamente. Os “atalhos” citados acima, por exemplo, se beneficiam da tipagem dinâmica para criar os métodos de acesso/alteração das propriedades.

Faça sua reserva


 

Vantagens da Fuctura

  • Um curso dinâmico e prático, sempre desenvolvendo projetos
  • Novo material didático
  • A certeza que você está estudando em um centro autorizado, com os melhores recursos em Software Livre
  • Certificado reconhecido em todo Brasil